Siga nos no Google+

Negros são mais propensos a problemas de próstata #informação #confira #previna

De acordo com o urologista Dr. Carlos Eduardo Maluf, a frequência deste câncer nos homens é de, aproximadamente, 20%. "É uma doença de fundo genético, semelhante ao câncer de mama e não tem uma prevenção realmente estabelecida. É mais comum na raça negra e mais agressivo em obesos”, afirma.
O especialista explica que os exames básicos, que alertam para o diagnóstico do problema, ainda são o de toque e o PSA. A partir daí, quando é percebida alguma alteração, o médico recomenda uma biópsia para verificar o caso.
O tratamento segue os procedimentos comuns nesse tipo de doença. "Para os tumores localizados, concentrados apenas na próstata, indica-se a cirurgia ou a radioterapia. Já para os casos mais graves, em que o câncer avança para outras partes do corpo, recomenda-se hormonioterapia e quimioterapia”, acrescenta o urologista.
Exames:
Apesar de poder ocorrer em qualquer idade, o câncer de próstata é mais comum em homens com mais de 40 anos. A partir dos 45, é recomendado que seja feito um exame anualmente em quem não tem histórico familiar da doença. Para aqueles com casos registrados em parentes, o teste deve acontecer já aos 40.
O urologista Carlos Eduardo Maluf aconselha que, a qualquer indício clínico, deve-se procurar um especialista. "Se diagnosticado na fase inicial, as chances de cura são de mais de 90%. Infelizmente, nos casos mais avançados em que o câncer já se alastrou, é possível apenas controlar a doença”, alerta. 



Fonte: 




Grupo Facebook Pretinhas e Pretinhos RS 
https://goo.gl/9bhHSc